Tracionando Renault-Duster-Oroch-750x500 Renault Duster e Oroch 2018 devem estrear câmbio CVT Brasil Crossovers Picapes Renault Segredos  utilitário-esportivo motor linha 2018 francês Duster Oroch Duster câmbio CVT câmbio automático
Renault Duster Oroch

Bastante aguardado para a linha do recém-chegado Captur, o câmbio automático do tipo CVT também será usado em outros carros da linha da Renault no mercado brasileiro. Conforme apurado pelo site Autoesporte, o veterano Renault Duster também vai receber a novidade em meados de julho. A transmissão mais moderna será adotada ainda; posteriormente, na picape Duster Oroch e nos compactos Sandero e Logan.

Entretanto, para a alegria de muitos e a infelicidade de outros; o câmbio CVT vai equipar apenas as versões com motor 1.6 litro SCe flex (que desenvolve até 120 cv e 16,2 kgfm) do Renault Duster. Os modelos com propulsor 2.0 litros flex (com até 148 cv e 20,9 kgfm) vão continuar com a antiquada transmissão automática de quatro velocidades.

Logo, é de se esperar que o crossover na versão Dynamique 1.6 com câmbio CVT seja oferecido por algo em torno de R$ 77,5 mil; – o modelo com transmissão manual é comercializado por R$ 73.490. Já a Renault Duster Oroch na mesma configuração, prevista para meados do segundo semestre, pode custar R$ 80 mil; visto que a variante manual tem preço de R$ 75.990.

Tracionando Renault-Duster-750x500 Renault Duster e Oroch 2018 devem estrear câmbio CVT Brasil Crossovers Picapes Renault Segredos  utilitário-esportivo motor linha 2018 francês Duster Oroch Duster câmbio CVT câmbio automático
Renault Duster

No caso do Renault Captur, a caixa automática CVT será ofertada também apenas para a versão Zen com motor 1.6, que custa R$ 78.990. Sendo assim, dá para estimar preço na casa dos R$ 83 mil; para não ficar tão próximo do topo de linha Intense 2.0 (equipado com um câmbio automático de quatro marchas), por R$ 88.490.

Por fim, os compactos Renault Sandero e Renault Logan vão estrear as versões 1.6 CVT na linha 2018. Os carros devem ganhar ainda visual atualizado, aprimoramentos no acabamento interno e novos equipamentos; como controle eletrônico de estabilidade e controle de tração.

Acompanhe o Tracionando também no Facebook, no Twitter e no Instagram!

Renault Duster e Oroch 2018 vão estrear câmbio CVT

  • Eli

    Resta saber o consumo de combustível destes carros ( Duster 1.6 CVT) em cidade. O Kicks não faz em trânsito urbano pesado, conforme alguns testes de revistas especializadas o que informa. Não passa de 8 com gasolina ( eu testei um SV) e na estrada gasta mais que um Duster 1.6 manual.A maioria dos SUVs reais e não os fictícios, está muito atrasada na eficiência energética, são verdadeiras obsolescências neste quesito.Fazem menos que certos carros de meio século atrás.

    • Eli, os câmbios AT CVT são mais confortáveis, mas acabam aumentando o consumo de combustível como qualquer outro AT. É o “preço que se paga” para ter o conforto de não precisar trocar as marchas.