Peugeot 2008 2020: 5 motivos para NÃO comprar o novo SUV

Você já viu os 5 motivos para você comprar o novo Peugeot 2008 2020? Pois bem, o SUV compacto também tem seus pecados e eles podem ser cruciais para te fazer decidir a NÃO COMPRAR o utilitário-esportivo da marca do leão.

De interior apertado à alta desvalorização no mercado de usados, o 2008 2020 tem algumas falhas graves. Confira:

Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020

Parece mais uma perua do que um SUV

Na nova linha, o 2008 2020 ganhou alguns detalhes pra tentar ficar mais robusto; como grade dianteira com moldura em preto brilhante e borda em plástico preto nas caixas de roda.

Mas a verdade é que o 2008 parece ser mais uma perua aventureira do que um real SUV ou crossover compacto. Isso vai na contramão do que os consumidores buscam neste tipo de carro. Tanto é que o Jeep Renegade 2019 é um grande sucesso no Brasil por, entre outros fatores; contar com um visual mais robusto e “parrudo”.

Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020

É pequeno demais no interior

Além de ter um design um tanto quanto pacato, o novo Peugeot 2008 segue tendo um dos interiores menos espaçosos do segmento. Ele não acomoda muito bem os ocupantes devido à altura, largura e distância entre-eixos limitados.

Para se ter uma ideia, o crossover de entrada da Peugeot mede 4,15 metros de comprimento; 1,74 m de largura e 1,58 m de altura, com distância entre-eixos de 2,54 m. O porta-malas tem capacidade para 355 litros.

Já o Honda HR-V, por exemplo, tem 4,32 metros de comprimento; 1,77 m de largura e os mesmos 1,58 m de altura. O entre-eixos, porém, é de bons 2,61 m. Já o porta-malas acomoda 82 litros a mais, com 437 l.

O novato Volkswagen T-Cross tem praticamente o mesmo porte do modelo da Peugeot, mas dá o troco no entre-eixos, de 2,65 metros. Até o porta-malas é ligeiramente maior no alemão, com 373 litros.

Peugeot 2008

Motor 1.6 flex aspirado do Peugeot 2008 2020 não impressiona

A respeito da motorização, o Peugeot 2008 2020 tem dois extremos diferentes: um com o 1.6 flex aspirado nas versões de entrada e outro com o impecável 1.6 THP (turbo) flex; este último uma exclusividade da versão mais cara que chega a R$ 100 mil.

Este 1.6 flex aspirado é apenas suficiente. Entrega até 118 cavalos de potência e 16,1 kgfm de torque quando abastecido com etanol. Tal propulsor está associado a um câmbio automático de seis marchas. Ele alcança os 100 km/h em 12 segundos.

Os demais modelos do segmento costumam entregar motores mais potentes e eficientes. O Ford EcoSport 1.5 flex, por exemplo, desenvolve 137 cv e 16,2 kgfm; também com transmissão automática de seis velocidades. Atinge os 100 km/h em 11,5 segundos.

Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008 2020

Motor THP flex só na versão mais cara

Lembra no tópico acima que citamos que o novo 2008 2020 tem sim uma versão com motor 1.6 THP ao invés do fraco 1.6 flex aspirado? Pois bem, ele realmente tem! Mas você terá que pagar R$ 99.990 por ela. Ou seja, uma diferença de R$ 30 mil frente à versão de entrada.

Tudo bem que o preço do Peugeot 2008 Griffe THP 2020 está até que aceitável em comparação com os concorrentes. Por outro lado, bem que esta motorização poderia ser ofertada pelo menos a partir da versão intermediária para oferecer um atrativo a mais na linha, né?

Peugeot 2008 2020
Peugeot 2008

O Peugeot 2008 2020 tem desvalorização acima da média

Um estudo da KBB Brasil mostrou que o Peugeot 2008 foi o carro que mais desvalorizou entre os modelos com preços entre R$ 70 mil e R$ 90 mil. Acredite se quiser: todas as quatro versões do crossover compacto desvalorizaram bastante!

Para se ter uma ideia, o Peugeot 2008 Allure 1.6 AT tinha preço de tabela de R$ 78.990. Todavia, este modelo apresenta uma desvalorização de 25,65% após um ano de uso; com valor de revenda de R$ 58.590.

O modelo Peugeot 2008 Griffe THP também apareceu na lista, com a menor desvalorização entre as versões do carro; mas ainda assim bastante elevada, de 20,44 por cento. Sendo assim, de R$ 89.990 do preço do modelo 0 km; ele pode ser revendido após um ano por R$ 71.595.

Acompanhe o Tracionando também no Facebook, no Twitter e no Instagram!

Avalie esta publicação